Indústria de calçados planeja ampliar fábrica em Alagoinhas

A Malu Calçados, que fica no município de Alagoinhas, planeja ampliar unidade fabril. A notícia foi anunciada pelo CEO do grupo, Vitor Reichelt, em audiência com o governador Rui Costa e a secretária de Desenvolvimento Econômico, Luiza Maia, na quinta-feira (10). A intenção é aumentar a produção de calçados em 30% e está previsto gerar 250 novos empregos diretos.
O governador orientou a empresa a apresentar um plano de negócios à SDE e Desenbahia, para um futuro financiamento do projeto de ampliação. Em paralelo, a empresa vai apresentar à secretaria projeto solicitando a dilação de prazo dos benefícios fiscais, em função da ampliação.
De acordo com o gerente da unidade baiana, Josemar Ody, a capacidade de produção atual da empresa é de 10 mil pares diários. Com a ampliação, subirá para 13 mil por dia. Metade da produção é exportada e 50% restante vai para o mercado interno. “Vimos uma janela de oportunidades nas exportações e temos espaço no mercado para crescer 30%. A ampliação é fundamental para que consigamos alcançar essa meta”, explica.
Luiza Maia comemorou o que chamou de segunda boa notícia do setor calçadista nesta semana. A primeira foi uma nova unidade da Suzana Santos em Itapetinga. “O setor calçadista é um dos prioritários no Estado. Gera muito emprego, adensa a cadeia produtiva, movimenta a economia das cidades onde o segmento está presente e tem dado resultados positivos ao estado”, afirma a secretária.
A Malu Calçados está na Bahia desde 2016 e fabrica calçados femininos. A Europa é o principal mercado consumidor da empresa. Estados Unidos e Ásia também são clientes da marca. Além de fabricarem produto próprio, fazem terceirização para marcas como Arezzo, Mr. Cat, Sonho dos Pés, Renner, entre outras.

Anúncios

SDS explica permanência de contratados

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Ilhéus (SDS) divulgou uma nota  esclarecemdp que a permanência dos contratados que prestam serviços aos programas sociais no Município após o cumprimento da sentença judicial que determinou a demissão de servidores não estáveis e admitidos por meio de seleção simplificada está amparada pelas leis que regulamentam o Sistema Único de Assistência Social (Suas).

A nota diz que “os referidos servidores são essenciais para a continuidade de programas e convênios que beneficiam milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade social, e só podem ser afastados quando o Município realizar nova seleção para substituí-los.”

Por fim, informa que o Município não poderia dar continuidade a determinados programas, como por exemplo o Criança Feliz, através de pessoas concursadas porque os cargos contidos nesse programa não foram previstos no concurso público”.

Puxada do Mastro atrai nativos e turistas em Olivença

A tradicional festa da Puxada do Mastro de São Sebastião atrai milhares de nativos e turistas para  a Estância Hidromineral de Olivença. A programação começou ontem (11), com desfile cultural às 16 horas, seguido do hasteamento das bandeiras, missa e acendimento do fogo simbólico.

Hoje (12), a programação inclui missa em homenagem a São Sebastião, às 19h30, seguida de apresentações culturais e indígenas, cortejo dos mascarados e show musical, a partir das 21 horas, na Praça Cláudio Magalhães, com as atrações regionais Pagofunk e Batuque Bom. 

Os festejos começam cedo no domingo (13), com alvorada às 5 horas e rituais religiosos e indígenas em frente à paróquia de Nossa Senhora da Escada, organizados por puxadores do mastro. Às 7 horas, será oferecida feijoada aos machadeiros, antes da saída deles para a mata de Ipanema, em Olivença, em busca do mastro que será puxado até a praça da igreja local. 

A partir das 16 horas, inicia o show musical na Praça Cláudio de Magalhães, com as bandas Kavunje e Realce e às 17 horas estão programadas a chegada do mastro e solenidade do arreamento de bandeiras e o apagar do fogo simbólico.

Puxada do Mastro atrai nativos e turistas em Olivença

Bolsonaro defende que ataques no CE sejam considerados terrorismo

O presidente Jair Bolsonaro defendeu hoje (12) que ações criminosas ocorridas no Ceará sejam consideradas terrorismo. A manifestação do presidente em favor do PLS 272/2016 foi feita por meio de sua conta pessoal no Twitter, às 7h deste sábado (12), ao comentar situação no Ceará.

“Ao criminoso não interessa o partido desse ou daquele governador. Hoje ele age no Ceará, amanhã em São Paulo, Rio Grande do Sul ou Goiás. Suas ações, como incendiar, explodir, … bens públicos ou privados, devem ser tipificados como terrorismo”, disse o presidente.

Bolsonaro também chamou de “louvável” e defendeu o projeto de lei, de autoria do senador Lasier Martins (PSD-RS), que endurece a Lei nº 13.260 que tipifica o conceito de terrorismo e regulamenta atuação de combate do Poder Público. Conforme o projeto, em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, fica classificado como terrorismo “incendiar, depredar, saquear, destruir ou explodir meios de transporte ou qualquer bem público ou privado, com o objetivo de forçar a autoridade pública a praticar ato, abster-se de o praticar ou a tolerar que se pratique, ou ainda intimidar certas pessoas, grupos de pessoas ou a população em geral.”

O PLS 272/2016 também criminaliza “interferir, sabotar ou danificar sistemas de informática ou bancos de dados, com motivação política ou ideológica, com o fim de desorientar, desembaraçar, dificultar ou obstar seu funcionamento.”

Em outubro passado, o governo federal instituiu uma força-tarefa de Inteligência para o enfrentamento ao crime organizado no Brasil. O grupo, sob a coordenação do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI), tem como função “analisar e compartilhar dados e de produzir relatórios de inteligência com vistas a subsidiar a elaboração de políticas públicas e a ação governamental no enfrentamento a organizações criminosas que afrontam o Estado brasileiro e as suas instituições.”

Ceará

A Polícia Militar do Ceará registrou na madrugada de hoje dois novos ataques criminosos contra uma torre de transmissão de energia e uma concessionária de veículos. O estado entrou neste sábado no 11º dia seguido de ataques atribuídos a facções criminosas.

De acordo com a PM, uma torre de transmissão teve a base explodida na cidade de Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza, e caiu. Em função do ataque, moradores relataram queda de energia nas regiões próximas. Na capital cearense, por volta das 5h, uma explosão atingiu o pátio de uma concessionária e danificou veículos que estavam expostos para venda. Segundo a Secretaria de Segurança do Ceará, 319 pessoas foram presas até o momento. Todas elas autuadas em flagrante por participação nos atos criminosos registrados no estado desde o dia 2 de janeiro.(Agência Brasil)

Estado assegura assistência no Hospital Regional Costa do Cacau

O atendimento no Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, será mantido em plena capacidade operacional durante a fase de transição de gestão. O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, esteve no hospital e se reuniu com os representantes do corpo clínico que havia paralisado o atendimento ambulatorial em função do atraso de quatro meses nos salários. Mesmo estando em fase de transição para uma nova organização social, que assumirá a gestão da unidade pelos próximos 60 meses, nenhum serviço no hospital será paralisado.

“Tivemos uma reunião muito boa com o corpo clínico do Hospital Costa do Cacau, asseguramos os pagamentos dos médicos e alinhamos a garantia dos atendimentos eletivos e não urgentes”, afirmou Vilas-Boas. De acordo com o secretário, a conversa foi importante para liquidar quaisquer movimentos de paralisação dos profissionais.

Balanço

Com um ano em funcionamento, completado no dia 15 de dezembro, o HRCC já realizou mais de 180 mil procedimentos, entre os quais 30 mil atendimentos e mais de 3.500 cirurgias em nove especialidades, destacando-se 1.422 em ortopedia. O hospital oferece atendimento à população em 13 especialidades: clínica médica geral, cardiologia, saúde mental, neurologia, ortopedia, infectologia, urologia, nefrologia, terapia intensiva e cirurgia geral, ortopédica, neurológica e vascular. 

O serviço de diálise implantado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) reduziu a necessidade de transferências para outras unidades, atendendo exclusivamente os usuários em estado grave e que apresentam quadro de insuficiência renal. A unidade de saúde é também pioneira em serviços de cardiologia ofertados pelo SUS, realizando procedimentos de colocação de marca-passo; cardiodesfibrilador implantável, além dos serviços de hemodinâmica, como cateterismo, angioplastia e arteriografia.

Localizado em Ilhéus, o HRCC também atende a outros 65 municípios da região sul da Bahia. O hospital, uma das maiores e mais modernas unidades de saúde da Rede Pública do Estado, possui 225 leitos, 195 destinados a internação e cirúrgicos e outros 30 leitos exclusivos para UTI Adulto; ambulatório, centro cirúrgico, parque de bioimagem completo, com equipamentos de última geração, incluindo ressonância magnética e tomógrafo.

Torre de transmissão de energia é alvo de ataque na Grande Fortaleza

A Polícia Militar (PM) do Ceará registrou na madrugada de hoje (12) dois novos ataques criminosos contra uma torre de transmissão de energia e uma concessionária de veículos. O estado entrou neste sábado no 11º dia seguido de ataques atribuídos a facções criminosas.

De acordo com a PM, uma torre de transmissão teve a base explodida na cidade de Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza, e caiu. Em função do ataque, moradores relataram queda de energia nas regiões próximas. Na capital cearense, por volta das 5h, uma explosão atingiu o pátio de uma concessionária e danificou veículos que estavam expostos para venda.

Segundo a Secretaria de Segurança do Ceará, 319 pessoas foram presas até o momento. Todas elas autuadas em flagrante por participação nos atos criminosos registrados no estado desde o dia 2 de janeiro.

A Assembleia Legislativa do Ceará fará uma sessão extraordinária hoje, às 14h, para votar medidas emergenciais propostas pelo governador Camilo Santana, como a aprovação de lei para recompensa de informações que levem à prisão de criminosos, convocação de policiais que estão na reserva e autorização para pagamento de horas extras para aumentar a escala de trabalho das policiais civis, militares e bombeiros.

Na semana passada, o ministro da Justiça e da Segurança Pública , Sergio Moro, atendeu ao pedido do governador e autorizou o envio de tropas da Força Nacional de Segurança Pública para o Ceará. Desde a chegada das tropas do governo federal, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e de equipes do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e do governo do estado transferiram 35 detentos para o Presídio Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.(Agência Brasil )