São Caetano e Havaizinho na decisão do Campeonato de Futebol de Itacaré

Depois de quase dois meses de muitas disputas e belas jogadas, o Campeonato de Futebol de Itacaré chega a fase final no próximo domingo, dia 20, a partir das 13 horas, no Campo da Passagem. A disputa do título será às 15 horas entre o time do São Caetano e o Havaizinho, que venceu o time do São Paulo pelo placar de 1×0. Antes, às 13 horas, o time da Ponte Preta vai disputar o terceiro lugar contra a equipe do São Paulo.

O time do São Caetano foi o primeiro a conquistar vaga para a grande final do Campeonato Municipal de Futebol de Itacaré, uma competição que reúne oito equipes de diferentes bairros da cidade. No último domingo foi a vez do Havaizinho conquistar a segunda vaga da final, numa disputa emocionante contra o São Paulo.

O campeão da competição vai receber o prêmio de 5 mil reais, o segundo colocado receberá 2.500 reais, o terceiro ficará com 1.500 reais e o quarto colocado receberá como prêmio mil reais. A expectativa é de uma grande festa na disputa do título, contando com a participação expressiva das torcidas.

Anúncios

Samu 192 recebeu mais de 83 mil ligações no ano passado em Itabuna

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) recebeu 83.724 mil ligações de janeiro a dezembro de 2018, sendo que 17.125 mil delas foram trote e 18.283 pessoas ligaram por engano, segundo balanço divulgado esta semana pela coordenação da unidade em Itabuna. O relatório indica também que outras 8.716 acessaram o número 192 para pedir informações, enquanto que o número de atendimentos na regulação chegou a 13.99 mil ligações.

O coordenador do Samu 192, Fábio Santana, informou que a unidade em Itabuna não realiza apenas atendimento de urgência por meio de ligações por parte da comunidade. Uma equipe altamente preparada integra o Núcleo de Educação em Urgência (NEU Samu 192) responsável por treinamento mensal para os integrantes da unidade. 

 “O primeiro mês do ano, temos uma reunião de planejamento para execução das atividades que nortearão o NEU no decorrer do ano. E a partir daí, temos, mês a mês, diversos tipos de treinamentos”, disse.

Sindicatos denunciam que Prefeito de Ilhéus “maquiou” cumprimento de sentença judicial

Além de indignados com a edição do Decreto nº 128/2018, baixado pelo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, que afastou de seus empregos centenas de servidores admitidos antes de outubro de 1988, as lideranças sindicais da categoria denunciam que o Chefe do Executivo omitiu a extinção de 111 contratos temporários do Processo Seletivo do Edital 002/2017 da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), como determinou a sentença do juiz da Vara da Fazenda Pública, Alex Venicius. Esses servidores permanecem nas suas funções, trabalhando normalmente, não foram exonerados e receberam, inclusive, os salários de dezembro, diferentemente dos demais atingidos que foram retirados de folha.

Para o presidente da APPI/APLB, Osman Nogueira, esse fato demonstra o caráter político da medida do prefeito. “Ele está perseguindo os servidores de 83 a 88, ferindo a dignidade de todos nós. O prefeito assinou um decreto com o interesse de mostrar o valor do salário de alguns companheiros, enquanto omitiu nomes e o valor do salário dos que foram contratados por seleção para a SDS. Além de fazer isso na calada da noite, rompendo o acordo com os sindicatos, a medida mostra claramente o tratamento desigual com a categoria”, acrescenta Nogueira.

Na opinião do presidente do Sindiguarda, Pedro Oliveira, o Decreto nº 128 precisa ser anulado, porque não corresponde à verdade nem atende ao que quer a sentença equivocada do juiz. Ele explica que na relação dos demitidos existem servidores que já se aposentaram e aderiram ao PDV – Programa de Desligamento Voluntário -, proposto pelo próprio prefeito e aprovado pela Câmara de Vereadores. Além disso, muitos servidores sustentam que o valor de diversos salários estão errados, porque foram acrescidos o 13º salário, em alguns casos, e 1/3 de férias em outros. “Isso que o prefeito Mário Alexandre está fazendo é muito desumano”, enfatiza Pedro Oliveira.

Por sua vez, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município, Joaques Silva, afirma que a estratégia do governo municipal de expor os servidores demitidos, destacando apenas os altos salários, generalizando com os que recebem baixos salários, apesar de três décadas do serviço público pode gerar ações judiciais por danos morais. “Ele esquece que foi vice-prefeito e está como prefeito, há dois anos, e sempre soube dessa realidade. Poderia ter auditado os salários para ver se há ilegalidades”, pondera o sindicalista.

O levantamento feito pelos sindicatos descobriu que foram mantidos nos cargos técnicos e assistentes sociais, cuidadores, coordenadores, psicopedagogos, advogados, auxiliar de serviços gerais, psicólogos, dentre outras funções. Segundo a sindicalista Enilda Mendonça, a permanência destes servidores na SDS representa um custo anual de R$ 2.941.040,41. 

Uefs disponibiliza 968 vagas para o Sisu

Os interessados em disputar umas das 968 vagas dos cursos de graduação da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), no centro norte da Bahia, deve ficar atento ao período de inscrição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os candidatos poderão escolher entre 27 opções de cursos. 
As vagas são nas áreas de Tecnologia, Exatas e Ciências (Engenharia Civil, Engenharia da Computação Engenharia de Alimentos, Matemática, Física – Licenciatura e Bacharelado, Química); Ciências Humanas e Filosofia (Administração, Contábeis, Ciências Econômicas, Filosofia, História, Geografia, Pedagogia, Direito, Psicologia); Letras e Artes (Letras Vernáculas, Letras c/ Inglês, Letras c/ Francês, Letras c/ Espanhol, Música); e Ciências Naturais e da Saúde (Ciências Biológicas – Licenciatura e Bacharelado, Educação Física, Enfermagem, Odontologia, Agronomia). 
As inscrições devem ser feitas de 22 a 25 de janeiro, no site do Sisu. O resultado será divulgado no dia 28 de janeiro. Mais informações podem ser adquiridas na Coordenação de Seleção e Admissão (CSA) da Uefs, por meio do telefone (75) 3161-8030 ou no site Sisu/Uefs.

Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano

A inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano deve ficar em 4,02%. Essa é a previsão de instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) todas as semanas sobre os principais indicadores econômicos.

Na semana passada, a projeção para o IPCA estava em 4,01%. A estimativa segue abaixo da meta de inflação que é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%, neste ano.(Agência Brasil)

Para 2020, a projeção para o IPCA segue em 4%. Para 2021 e 2022, a estimativa permanece em 3,75%.

A meta de inflação é 4%, em 2020, e 3,75%, em 2021, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos (2,5% a 5,5% e 2,25% a 5,25%, respectivamente).

O BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano, para alcançar a meta da taxa inflacionária.

De acordo com o mercado financeiro, a Selic deve encerrar 2019 em 7% ao ano e subir em 2020 para 8% ao ano, permanecendo nesse patamar em 2021 e 2022.

O Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic para conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom diminui a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação.

A manutenção da taxa básica de juros indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Atividade econômica

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – foi ajustada de 2,53% para 2,57% neste ano. Para os próximos três anos, a previsão de crescimento é 2,50%.

A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar permanece em R$ 3,80 no final deste ano e de 2020.