Dispositivos de saúde podem acarretar riscos para a segurança cibernética

Durante a Consumer Electronics Show (CES) deste ano, mais de 500 empresas apresentaram soluções inovadoras para diagnosticar, monitorar e tratar doenças, bem como avanços nos cuidados médicos e gadgets que permitem o monitoramento da saúde em tempo real. No entanto, alguns ainda deixam as informações médicas e de pacientes disponíveis online e sem proteção adequada, permitindo que sejam acessados por qualquer pessoa, inclusive um cibercriminoso. 

O uso de tecnologia em saúde está aumentando e muitas empresas desenvolveram dispositivos inteligentes, desde produtos de monitoramento remoto até soluções de diagnóstico e tecnologia avançadas, cujo objetivo é promover o bem-estar dos usuários. No entanto, as ciberameaças também aumentaram à medida que os fabricantes desenvolveram dispositivos mais conectados e aplicativos vulneráveis.

As principais ameaças cibernéticas que atingem os dispositivos de saúde podem ser divididas em três tipos: aquelas que violam a privacidade dos dados, as que comprometem a integridade destes e aquelas que atacam sua disponibilidade. Os pesquisadores da Kaspersky Lab descobriram alguns ataques contra dispositivos médicos chamados de man-in-the-middle, que permite ao cibercriminoso ter um canal aberto entre o sensor e o serviço que reúne os dados; acesso local ou remoto ao armazenamento de informações; substituição de dados já  armazenados ou transmitidos, roubar a identidade da vítima ou realizar um ataque de ransomware – em que os dados do usuário são criptografados ou excluídos.

A necessidade de obter eficiência nos custos e recursos médicos tem incentivado os desenvolvedores e as instituições médicas a usar os sistemas de informação para processar dados, o que levou ao surgimento de novos tipos de equipamentos tecnológicos e dispositivos pessoais que podem ser usados para interagir com sistemas e redes tradicionais que, se não tiverem as medidas de segurança necessárias, estarão vulneráveis aos cibercriminosos.

As pessoas podem perceber que esses novos desenvolvimentos trazem inúmeros benefícios, como prevenção de doenças, melhoria no estilo de vida, economia em visitas ao médico, entre outros, mas raramente param para pensar onde estão enviando seus dados, quem os armazena e que uso é dado a eles“, alerta Dmitry Bestuzhev, diretor da equipe de pesquisa e análise para a América Latina da Kaspersky Lab. “Além disso, temos que pensar também o quão vulneráveis não só as informações de pacientes, mas também os dados técnicos da equipe médica podem estar no momento em que uma pessoa está recebendo tratamento, uma vez que os centros de saúde também estão conectados à internet. Nos últimos anos, vimos um boom no desenvolvimento de dispositivos médicos conectados; no entanto, o nível de segurança desses equipamentos não se desenvolveu ao mesmo tempo.”

Para usuários de um dispositivo médico conectado, a Kaspersky Lab faz as seguintes recomendações:

• Avalie se realmente é necessário determinado equipamento e se ele oferece um benefício real para sua saúde;
• Verifique a reputação do fabricante antes de comprar o dispositivo;
•  Altere a senha de fábrica imediatamente e modifique-a periodicamente;
•  Use uma solução que permita procurar vulnerabilidades em dispositivos inteligentes conectados à rede, como o Kaspersky Smart Home e IoT Scanner para Android, que analisa a rede doméstica, lista os dispositivos conectados e aponta as vulnerabilidades comuns de cada um deles;
•  Não vincule o dispositivo com suas redes sociais. Caso estas sejam violadas, elas podem deixar o dispositivo vulnerável;
• Leia as condições de uso e ter conhecimento de onde seus dados estão armazenados.

Anúncios

Fux suspende investigação sobre movimentações de Queiroz

O ministro Luiz Fux, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu as investigações sobre movimentações financeiras suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-policial militar, que era lotado no gabinete do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). A decisão é temporária.

Fux, que responde pelo plantão judicial do Supremo até o início do mês que vem, suspendeu a investigação até análise do relator, ministro Marco Aurélio Mello, sobre uma reclamação protocolada no STF pela defesa de Flávio Bolsonaro. O processo corre em segredo de Justiça.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, durante aula magna sobre o tema Educação e Democracia: Perspectiva 2018, na abertura do curso da pós-graduação Lato Sensu em Democracia, Direito Eleitoral e Poder Legislativo.

Mnistro Luiz Fux suspendeu as investigações sobre movimentações financeiras suspeitas de Fabrício Queiroz  – Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

Responsável pelo procedimento de investigação criminal sobre o caso, o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) disse – por meio de nota – que, “pelo fato do procedimento tramitar sob absoluto sigilo, reiterado na decisão do STF, o MPRJ não se manifestará sobre o mérito da decisão”.

Na decisão, Fux entendeu que ao se tornar senador, Flávio Bolsonaro adquire foro privilegiado, e por isso seria melhor esperar a definição pelo STF sobre qual instância deve ser responsável por conduzir as investigações.

O MPRJ informou que, pelo fato tramitar sob “absoluto sigilo”, não se manifestará sobre o mérito da decisão.

Esclarecimentos

O nome de Fabrício Queiroz consta em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf) que aponta uma movimentação atípica de R$ 1,2 milhão em uma conta em nome do ex-assessor. O documento integrou a investigação da Operação Furna da Onça, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, que prendeu deputados estaduais no início de novembro.

O MPRJ marcou duas vezes o depoimento de Queiroz. Ele não compareceu, justificando problemas de saúde. A mulher Márcia Oliveira de Aguiar e as filhas dele Nathália Melo de Queiroz e Evelyn Melo de Queiroz também faltaram ao depoimento, alegando que o acompanhavam em tratamento em São Paulo.

Na semana passada, o deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República, afirmou – por meio das redes sociais – que se comprometia a comparecer para prestar esclarecimentos em novo dia e horário. Como parlamentar, ele tem a prerrogativa legal de combinar previamente a data e horário para depor.

Férias e natureza: saiba quais parques visitar durante o verão

As férias de verão são um período marcado pelo descanso e pela oportunidade de conhecer novos lugares. Uma opção para todos os tipos de turistas são os parques nacionais e estaduais, espalhados por todo o Brasil. Criados para preservar a paisagem natural do País, esses locais são uma alternativa para sair da rotina, com atrações turísticas que conquistam desde os mais aventureiros, até os mais sossegados.

Segundo a coordenadora de áreas protegidas da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Marion Silva, a visitação dentro dos parques aproxima as pessoas da natureza, além de movimentar a economia local. “A conexão com o meio ambiente traz benefícios para a saúde física e mental, por reduzir o estresse e promover um momento de descontração fora do agito dos grandes centros urbanos. Esse contato com a natureza também reforça a importância da conservação e das áreas protegidas, e faz com que as pessoas passem a adotar práticas mais sustentáveis em suas rotinas”.

Para manter os locais preservados, os visitantes devem ficar atentos às normas de visitação de cada parque, recolher e descartar corretamente o lixo produzido e não interferir na fauna e na flora local.

Conheça alguns parques espalhados pela Bahia:

1) Em uma zona de transição entre a Caatinga e o Cerrado, o Parque Nacional da Chapada Diamantina é rico em biodiversidade e em paisagens naturais. É uma opção para os turistas que gostam de caminhada, ciclismo, banhos de rio, escalada e canoagem. Ao todo, é possível encontrar 300 quilômetros de trilhas, 33 cachoeiras, duas cavernas e dez locais de escalada. Saiba mais sobre o Parque Nacional da Chapada Diamantina.

2) Conhecido como o primeiro parque marinho criado no Brasil, o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos corresponde a uma área de 90 mil hectares em alto mar, podendo ser acessado apenas de barco. Entre as atividades disponíveis no local estão o mergulho livre e autônomo, observação de aves e caminhada. Em algumas épocas do ano, os turistas podem observar as baleias jubarte, que vão até essas águas para se reproduzirem. Saiba mais sobre o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos.

3) Situado no extremo sul da Bahia, o Parque Nacional do Descobrimento faz parte das Unidades de Conservação que compõem as Reservas de Mata Atlântica da Costa do Descobrimento. O local reúne milhares de espécies de plantas e animais, sendo alguns deles ameaçados de extinção. A principal atração turística da região são as trilhas, que podem ser feitas a pé, de bicicleta ou a cavalo. Saiba mais sobre o Parque Nacional do Descobrimento.

4) Rico em espécies que só existem nessa região, o Parque Estadual da Serra do Conduru ocupa uma área de relevante valor para a conservação. Localizado no Sul da Bahia, o parque tem opções para banho em cachoeiras e rios, além das trilhas que podem ser percorridas a pé, a cavalo ou de bicicleta. Saiba mais sobre o Parque Estadual da Serra do Conduru.

5) Famoso pela prática de esportes radicais, o Parque Nacional do Alto Cariri abriga cumes com mais de 1.000 metros de altitude. No local, há muitas montanhas apropriadas para os saltos em modalidade de voo livre, sendo a principal na Rampa do Alto do Cariri. Outro esporte praticado no parque é o Mountain Bike. Saiba mais sobre o Parque Nacional do Alto Cariri.

Cresce consumo de álcool por mulheres

Uma prática antes comum entre homens, agora, também faz parte do universo feminino: o consumo exagerado de bebida alcoólica. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta crescimento no padrão de consumo de álcool por mulheres, entre 2010 e 2016, por meio do índice do chamado Beber Pesado Episódico (BPE). Os dados chamaram a atenção da Confederação Nacional de Municípios, idealizadora do portal Observatório do Crack.

O relatório do órgão mostrou que os problemas relacionados ao abuso e à dependência do álcool afetaram cerca de 1,6% das brasileiras, em 2016. No primeiro ano da pesquisa, em 2010, o índice de BPE registrou a ingestão de quatro ou mais doses dentro do período de duas horas, o porcentual era de 5,2%. Em 2016, o índice saltou para 6,9%.

Outra informação preocupante é o número de meninas que já ingeriram algum tipo de bebida alcoólica, entre 13 e 15 anos. A Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), promovida em 2015, com alunos do 9º ano do ensino fundamental, mostrou que 56,1% das meninas tinham experimentado bebidas alcoólicas. Entre os rapazes, o porcentual foi de 54,8%. No que concerne ao consumo atual, o índice BPE indica que 25,1% das garotas consumiram bebida alcoólica nos 30 dias antecedentes à pesquisa. Entre os meninos, 22,5% ingeriram bebidas no período.

Segundo a coordenadora do Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (Cisa), Erica Siu, os dados são preocupantes, visto que quanto antes o indivíduo tem acesso a bebidas alcoólicas, maiores são as chances de dependência, principalmente na juventude. “Durante essa fase, o sistema nervoso central ainda está se desenvolvendo, e é o lugar exatamente onde o álcool atua, aumentando as chances de dependência, já que é um depressor desse sistema”, ressaltou a especialista em dependência química.

Organismo
A pesquisadora explica ainda que as mulheres possuem menos água no corpo, o que deixa a substância concentrada no organismo. Além disso, o fato de haver menos enzimas que metabolizam o álcool, as deixam mais vulneráveis aos efeitos do álcool. “Essa vulnerabilidade aumenta as chances de desenvolver a dependência e expõe a consequências negativas, como o sexo desprotegido, por exemplo”, diz Erica. Ainda assim, os dados sugerem que mulheres nascidas entre 1991 e 2000 bebem tanto quanto os homens da mesma geração, e podem vir a superá-los.

Por meio do Observatório do Crack, a Confederação tem mostrado os problemas causados pelas drogas lícitas e ilícitas na população brasileira. A dependência química é um dos efeitos da ingestão de drogas. No entanto, a lista de problemas complexos vai desde o indivíduo, a família, ao poder público. Na página on-line disponível desde 2011, é possível conferir o impacto das drogas na assistência social, na educação, na saúde e na segurança pública. Outras informações relevantes sobre o tema também podem ser encontradas no portal de dados. (Agência CNM de Notícias)

Itacaré realiza pesquisa do perfil, demanda e satisfação turística

A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo, iniciou no último dia 15 uma pesquisa de perfil da demanda turística e satisfação do turista que visita o município neste mês de janeiro. O objetivo da pesquisa é identificar o perfil socioeconômico e hábitos de consumo de turistas de Itacaré, bem como seu nível de satisfação sobre os serviços turísticos oferecidos.

O levantamento dos dados está sendo realizado na rodovia, rodoviária, pousadas e hotéis e junto aos visitantes, no momento de sua saída. A pesquisa pretende entrevista cerca de 300 turistas até o dia 25 de janeiro e tem como metodologia o método de amostragem probalístico aleatório simples. Os turistas que estiverem saindo da cidade serão selecionados aleatoriamente, sempre que estejam embarcando no terminal rodoviário ou estejam deixando os hotéis e pousadas, sendo abordados a cada cinco turistas. A pesquisa será feita durante dez dias ininterruptos, das 09 às 13 horas, por funcionários da Secretaria de Turismo de Itacaré.

Para o prefeito de Itacaré, António de Anízio, com a pesquisa será possível conhecer ainda mais o turista que visita Itacaré e suas motivações de viagens. “Significa contribuir para que a Prefeitura Municipal e a iniciativa privada avaliem como está sua oferta, a qualidade da prestação dos serviços demandados e, em decorrência das eventuais deficiências, poder requalificar os mais diversos segmentos, de maneira a garantir a fidelidade dos visitantes com relação à continuidade da procura pelo município e, consequentemente, a garantia da empregabilidade, do surgimento de novos empreendimentos e investimentos e contínuo crescimento econômico, social, político e cultural”, acrescentou o prefeito.

A Pesquisa pretende levantar informações sobre o perfil do turistas que visita Itacaré, o perfil de potenciais clientes, oportunidades para ofertar serviços e produtos turísticos, analisar a viabilidade e delinear estratégias para divulgação de Itacaré, avaliar o nível de satisfação dos turistas sobre serviços oferecidos pelo destino (públicos e privados), conhecer os hábitos dos turistas durante sua estadia em Itacaré. Objetiva ainda, considerando a viabilidade identificada, caracterizar condicionantes para que os produtos receptivos tenham sucesso em sua implementação/manutenção, bem como seus pontos fortes e fracos, estratégias de precificação, logística e demais fatores críticos de competitividade do destino e levantar expectativas e interesses em conhecer roteiros do turismo de experiência em Itacaré.

“A pesquisa significa sair do achismo para atuarmos com o maior profissionalismo, direcionando as ações conforme a opinião do turista que viveu sua experiência em Itacaré, com isso, iremos conhecer ainda mais o perfil do turista que nos visita e melhorarmos ainda mais a nossa competitividade no mercado” explicou Júlio Oliveira, secretário Municipal de Turismo.

Setur intensifica ações para incremento da temporada de cruzeiros na Bahia

Três navios de cruzeiro chegaram ao Porto de Salvador, nesta quarta-feira (16), com milhares de turistas de Recife, Rio de Janeiro e Búzios (RJ). Juntos, o Viking Sun, MSC Fantasia e Costa Favolosa têm capacidade para 8,6 mil passageiros. São números expressivos de um segmento no qual a Secretaria do Turismo da Bahia (Setur) aposta e mantém uma série de ações com o objetivo de ampliar a oferta de roteiros e escalas para o próximo verão.

Durante visita ao Porto de Salvador, o secretário estadual do Turismo, José Alves, disse que a Setur e a Bahiatursa buscam aperfeiçoar a hospitalidade, oferecendo receptivos especiais. Ao mesmo tempo, a secretaria está empenhada na ampliação do número de escalas e oferta de novidades, como a inclusão de novos destinos nos roteiros. Porto Seguro e a Ilha de Itaparica são algumas das alternativas em discussão. “Trabalhamos continuamente, e Itaparica já desperta o interesse da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos [CLIA Brasil] e empresas associadas”, disse. 

O presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz, mantém a perspectiva de expansão da oferta de escalas na Bahia, assim como a Associação Brasileira das Empresas Marítimas (Abremar) e a MSC. “Nosso diálogo com o segmento está estabelecido há mais de dois anos e oferece possibilidade de ampliação da oferta, importante para o turismo e geração de empregos”, acrescentou o subsecretário da Setur, Benedito Braga.

O trabalho da Setur na implementação do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) também contribui para o aperfeiçoamento da infraestrutura e oferta de serviços turísticos de alta qualidade. “Todos os destinos da Baía de Todos-os-Santos serão beneficiados”, assinalou o subsecretário.

Inep orienta estudante a recuperar a senha do Enem com antecedência

Amanhã (18), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgará os resultados individuais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para evitar contratempos e garantir o acesso às notas assim que forem liberadas, a autarquia orienta que os participantes que não se lembram da senha cadastrada façam o processo de recuperação com antecedência.

Basta acessar a Página do Participante do Enem e clicar no campo Esqueci minha senha. O estudante deverá, então, confirmar o e-mailcadastrado no sistema para receber uma senha temporária.

Quem esqueceu a senha e também não tem acesso ao e-mailcadastrado tem a opção de informar novos contatos para receber a senha temporária. Em ambos os casos é preciso informar o CPF e responder ao desafio de figuras que aparecerá na tela. O Inep disponibilizou um passo a passo  para o caso de dúvida.

Nesta sexta-feira, as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão divulgadas também na Página do Participante  e no aplicativo oficial do Enem. Os mais de 4,1 milhões de participantes terão acesso a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação.

O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro de 2018. Desde o dia 14 de novembro, estão disponíveis as provas e os gabaritos oficiais.  Também estão disponíveis vídeos com os enunciados e as opções de respostas da videoprova em Língua brasileira de sinais (Libras). 

O Inep divulgará, no dia 18 de março, o espelho da redação, ou seja, detalhes da correção dessa prova. Isso é feito após os processos seletivos dos programas federais. A correção tem função apenas pedagógica e não é possível interpor recurso.

A nota dos treineiros, aqueles que ainda não concluíram o ensino médio e fizeram a prova apenas para testar os conhecimentos também será divulgada no dia 18 de março.

Com o Enem, os estudantes poderão concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada, a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos, e participar do Fundo de Financiamento Estudantil.(Agência Brasil)