Brasileiros estão saindo da casa dos pais mais tarde – alta de 137% em 10 anos

Material da Kantar IBOPE Media analisa comportamento entre diferentes gerações

Os brasileiros estão saindo de casa cada vez mais tarde – o comportamento passou a ser mais frequente na faixa etária de 25 a 34 anos, em uma alta de 137% entre 2012 e 2022. É o que aponta o material “Todo o tempo do mundo: para além da idade”, edição de novembro do Data Stories, conteúdo temático mensal da Kantar IBOPE Media – divisão da Kantar especializada em pesquisa de mídia.

Outro dado interessante, por exemplo, é que mais brasileiros estão investindo nos estudos, mesmo com idade avançada. Isso porque começar ou retomar a faculdade passou a ser mais recorrente entre a faixa etária de 20 a 34 anos – crescimento de 69% nessa faixa no período de 10 anos.

Ao comparar as mesmas idades do passado com o presente, a Kantar IBOPE Media percebeu que as relações com vários aspectos da vida mudaram. Em 2012, por exemplo, 40% dos brasileiros entre 12 e 25 anos concordavam que dinheiro é a melhor medida do sucesso. Esse número caiu para 28% em 2022.

Já a faixa etária acima de 58 anos apresentou crescimento de 212% quando o assunto é ter a internet como principal fonte de entretenimento, passando de 13% para 42% em 10 anos.

A conectividade e o acesso à web, inclusive, é um dos principais fatores que impulsionam as diferenças entre pessoas da mesma idade hoje e décadas atrás. Nos últimos 10 anos, houve aumento representativo nesse fator em todas as faixas etárias: 12 a 19 anos (+15% passaram a navegar pela internet), 20 a 24 anos (+18%), 25 a 34 anos (+35%), 35 a 44 anos (+68%), 45 a 54 anos (+103%), 55 a 64 anos (+178) e 65 a 75 anos (+408%).

A última década ainda trouxe mudanças significativas de comportamento de consumo de forma generalizada, com maior conscientização ambiental em relação às compras – hoje, 77% estão dispostos a mudar o estilo de vida para beneficiar o meio ambiente –, e a forma como se relacionam com marcas – 44% apreciam empresas inovadoras.

“Alguns rótulos geracionais tornaram-se uma abreviação para segmentar milhões de pessoas. Isso, no entanto, leva a análises e conclusões estereotipadas e, algumas vezes, até míopes. Para enxergar o todo e ir além do óbvio, o dado pode ser um grande aliado, mas é preciso ir além de análises demográficas baseadas em idade a fim de desbloquear todo seu potencial”, destaca Eduardo Alves, Head de Go-To-Market e Field Marketing (Diretor de Marketing) da Kantar IBOPE Media.

Esta edição do Data Stories foi elaborada com a ajuda de informações coletadas pela ferramenta Target Group Index e tem a proposta de analisar como diferentes aspectos da vida dos brasileiros variam de acordo com suas gerações.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s